Ômega 3: Confira 5 benefícios para pessoas em tratamento oncológico

Ômega 3: Confira 5 benefícios para pessoas em tratamento oncológico

O ômega 3 é um grupo de gorduras essenciais para a saúde e que possuem propriedades benéficas para o nosso corpo. É considerado um nutriente essencial, pois o nosso corpo não produz e, por isso, devemos ingerir por meio da dieta ou por meio de suplementação.1

Os 2 tipos de ômega 3 mais importantes para a saúde e para os pacientes com câncer são o EPA (ácido eicosapentanoico) e o DHA (ácido docosahexaenoico). O seu papel na saúde é conhecido por sua potente ação anti-inflamatória.1,2

Contudo, o papel dos ômegas 3 para a nossa saúde vai muito além e aqui neste texto citaremos 5 benefícios para a saúde e bem-estar do paciente com câncer:

Diminuição da resposta inflamatória

A própria presença do tumor induz o organismo a produzir substâncias que causam inflamação chamadas de citocinas pró-inflamatórias, de uma maneira muito alta. Dessa forma, o consumo de ômega 3 age inibindo a produção de citocinas pró-inflamatórias.2

Fortalecimento da imunidade

O ômega 3 tem ação em diversas células imunes devido à sua ação anti-inflamatória, proporcionando o fortalecimento da imunidade, auxiliando na prevenção de infeções e outras doenças.3

Prevenção e recuperação da desnutrição severa

O câncer em si também aumenta a demanda de energia para o crescimento do tumor, produzindo substâncias que promovem a quebra muscular para obtenção de energia por meio das proteínas dos músculos. 2,4 Além disso, os efeitos colaterais dos tratamentos diminuem o apetite, fazendo com que a pessoa coma cada vez menos. Todas essas alterações podem levar a uma desnutrição severa, com perda de peso e deficiência de massa muscular. A desnutrição pode interferir na resposta do tratamento e, em casos mais graves, as proteínas do coração e do pulmão também podem ser estimuladas levando a um quadro de disfunção cardíaca e pulmonar.4

Nesse sentido, o ômega 3 atua inibindo a quebra muscular, de forma que já existe comprovação de que a suplementação de ômega 3 contendo EPA e DHA, em pessoas com desnutrição grave, ajuda no aumento do apetite, recuperação do peso e na melhora da qualidade de vida.4-8

Retardo do crescimento de tumores

A agressividade de um tumor está relacionada à sua vascularização, ou seja, à quantidade de vasos sanguíneos que estão ligados àquele tumor, levando nutrientes e oxigenação para o crescimento desenfreado daquela célula maligna.4

Dessa forma, o ômega 3 pode agir retardando o crescimento de tumores, por atuar na diminuição e formação de novos vasos sanguíneos naquela região.4

Melhora da resposta à radioterapia e quimioterapia

Diferentes estudos científicos em animais e humanos, também mostraram que a suplementação com ômega 3 melhorou a resposta dos tratamentos com radioterapia, bem como a resposta a diversos medicamentos utilizados em quimioterapia.4-6 O profissional de saúde responsável deve acompanhar o paciente quando julgar necessário e seguro, individualizando seu tratamento.

Alimentos fontes de ômega 3

As principais fontes alimentares de ômega 3 são os peixes de água fria e profunda, pois a alimentação destes animais consiste no consumo de algas das profundezas dos oceanos e que são ricas nesses nutrientes. Alguns exemplos de peixes ricos em ômega 3 são:1

  • Salmão;
  • Atum;
  • Sardinha;
  • Arenque;
  • Polaca do Alasca;
  • Cavala.

Em relação aos alimentos de origem vegetal, encontramos também o ômega 3 na linhaça, mas na forma de ALA (ácido alfa linoleico), que no nosso corpo, por meio de reações químicas é transformado em EPA e DHA.1

Suplementos de ômega 3 contendo EPA e DHA para pacientes com câncer

Durante o tratamento do câncer, muitos fatores podem afetar a ingestão de alimentos piorando os quadros de desnutrição, um problema comum e que piora o resultado dos tratamentos.7

Nestes casos, vale considerar o uso de suplementos contendo ômega 3, visando os benefícios citados.

Outro ponto importante a se atentar também é a recomendação diária do consumo destes nutrientes, que muitas vezes, em dieta normal, não é alcançada pela alimentação, sendo necessário também o uso de suplementos.

Consulte sempre um profissional da saúde.

Bibliografia

  1. Cholewski M, et al. A Comprehensive Review of Chemistry, Sources and Bioavailability of Omega-3 Fatty Acids. Nutrients. 2018;10(11):1662. (link)
  2. Garófolo A, Petrilli AS. Balanço entre ácidos graxos ômega 3 e 6 na resposta inflamatória em pacientes com câncer e caquexia. Revista de Nutrição. 2006;19(5):611-21. (link)
  3. Gutiérrez S, et al. Effects of Omega-3 Fatty Acids on Immune Cells. Int J Mol Sci. 2019;20(20):5028. (link)
  4. Carmo MCNS, Correia MITD. A Importância dos Ácidos Graxos Ômega 3 no Câncer. Revista Brasileira de Cancerologia 2009; 55(3):279-87. (link)
  5. Hardman WE. (n-3) fatty acids and cancer therapy. J Nutr. 2004;134(12 Suppl):3427S-30S. (link)
  6. Hering J, et al. Inhibition of proliferation by omega-3 fatty acids in chemoresistant pancreatic cancer cells. Ann Surg Oncol 2007;14(12):3620-8. (link)
  7. Rivadeneira DE, et al. Nutritional support of the cancer patient. CA Cancer J Clin. 1998;48(2):69-80. (link)
  8. Taylor A, et al. Marine phospholipids--a promising new dietary approach to tumor-associated weight loss. Support Care Cancer. 2010;18(2):159-70. (link)

Veja também

A importância da alimentação equilibrada

A importância da alimentação equilibrada

saiba mais

A importância da proteína na alimentação

A importância da proteína na alimentação

saiba mais